1 de jan de 2012

Ano Novo não é apenas uma nova data

Feliz Ano Novo a todos.

Ano Novo, Vida Nova.

Bebedeiras, ressaca, festas, comidas.

Novas promessas, planejamentos para o ano novo, cheio de expectativas.

Pra mim faço das palavras de Luciano Huck: “Quem vive de passado é professor de história, ano novo é bola pra frente.”

Pra mim mesmo, 2011 não foi assim uma catástrofe, mas já tive anos melhores.
Ano Novo, Vida Nova.

Estarei partindo pra Capital Pernambucana, buscando novos objetivos.

Mas não é sobre isso que quero falar hoje, quero falar sobre mudanças de hábitos não apenas de calendário.

Como teremos um Ano Novo mudando apenas o Calendário?

Se somos os mesmos seres de velhos hábitos, velhos defeitos e sem evolução alguma?

Vejamos o que diz o Imortal Carlos Drummond de Andrade sobre Ano Novo:

“(...)Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.”


Vamos aproveitar esse novo momento para refletir sobre nossas ações e ver o que vale apena trazer para o Ano Novo, ou o que temos que enterrar com o Ano Velho.

O mundo caminha cada vez mais para a carência de afeto, menos amor, menos sentimento.

Bucamos incansavelmente “grandes conquistas”: um emprego, status, carro novo, casa, celular, etc.

Onde o que realmente precisamos fica em segundo plano ou quem sabe em último plano, coisas do tipo: família, amigos, Deus, etc.

Vejamos o que diz Sua Santidade Dalai Lama em sua mensagem:

"Convivência — Hoje, enfrentamos muitos problemas. Alguns criados por nós em conseqüência de diferenças ideológicas, religiosas, raciais, econômicas. Entretanto, chegou o momento de pensarmos em um nível mais profundo, em nível humano, e a partir daí apreciar e respeitar essa mesma condição nos outros seres humanos. Devemos construir relacionamentos mais próximos, de confiança mútua, compreensão e ajuda. Todos queremos a felicidade e evitar o sofrimento. Todos temos o mesmo direito de ser felizes, e aí reside a nossa igualdade fundamental. Não é necessário seguir filosofias complicadas. Nosso próprio cérebro, nosso próprio coração é o nosso templo. A filosofia é a bondade."

Nosso verdadeiro tesouro está dentro de nós, se mudamos o mundo muda.

Nosso maior inimigo está dentro de nós.

Façamos uma viajem para dentro, no nosso EU.

Nunca é tarde.

Ano Novo, Vida Nova, Povo Novo.

Saúde e Paz a todos.