30 de set de 2014

Estamos indo ou voltando ???

Não sei se sou eu que estou ficando velho ou é o mundo que está ficando novo.

Esses dias me deparei com um pequeno problema de alunos brigando fora da Escola Nossa Senhora Auxiliadora.

Investigando o fato me deparei com um grupo de jovens, todos adolescentes e ao me apresentar e de forma diplomática resolvendo a situação indaguei aos mesmos:

O que vocês vão fazer quando terminar o Ensino Médio?

Entre muitos “não sei”, um deles me respondeu - Quero trabalhar.

Continuei: - Trabalhar com o quê ou em quê?
 - Sei não

Confesso que senti meu peito apertar.

Não nasci pra ver jovens sem sonhos.

Lembro que quando criança vendia picolé, Dudu, carregava feiras, vendia ferro velho e juntava R$ para no Final de Ano, na famosa “Festa de Natal e de Ano” tinha dinheiro suficiente pra correr de Balanço, na “Onda” de “Adeildo Soldado”, Roda Gigante, Tiro ao Alvo e comprar as guloseimas tradicionais.

Enfim tínhamos um projeto anual, ou outros mais ousados e organizados iam, além disso.

A nossa geração tinha sonhos e nos preparávamos pra isso.

Posso até estar enganado, me corrijam, por favor, mas a maioria dos nossos jovens não sonha mais.

São imediatistas, e parece-me que quanto mais longe da capital, e da escola, menos sonham.

Vamos acordar povo, nossos Jovens precisam de ajuda.

De minha parte já sei como contribuir e irei fazer a juventude que sempre sonhei.

Como já disse o Imortal Gonzaguinha:


Não deixemos as drogas, o crime, a corrupção ocupar esse espaço dos que não sonham.

Demos de graça o que de graça recebemos.


Paz e Luz a todos.