1 de jun de 2011

Indagações


Incrível como a vida nos testa constantemente.


Hoje estou aprendendo como nunca a me conter, a respirar melhor e a encarar desafios de frente, porém tenho algumas Indagações que gostaria de partilhar com os caros leitores:

Por que o Sofrimento anda de mãos dadas com o Ensinamento e não nos damos conta disso?


Pra que serve a Razão e a Emoção para nos mostrar o quanto somos Hipócritas?


Onde andam os Valores que aprendemos lá atrás, com a Internet, Twiter, Facebook, Iphone, Salas de Bate Papo, Cinemas 3D, caiu no desuso, ficou obsoleto, ta fora de moda, ou estou Eu fora da moda?
Pois não largo a Educação que tive de um simples Caminhoneiro e de uma Simples Professora do antigo Primário da Rede Estadual de Ensino por nada nesse Mundo.


Pra que serve a Educação para mostrar o quanto estamos distante do Ideal, ou para os Governantes terem a certeza de onde não se devem ter investimentos?


Cadê os Caras Pintadas da minha época? Participei na época de grandes Debates no Colégio Marista Pio XII e sou um desses guerreiros.


Acho que sou da Geração Nintendo, e ouvíamos Legião Urbana, IRA, Titãs, Léo Jaime, Cazuza, Balão Mágico, O Grande Encontro, Roupa Nova, Trio Nordestino, Jorge de Altinho, Alcymar Monteiro e etc.

Tínhamos ideais, propósitos de vida, tínhamos sonhos.


Almoçávamos juntos, comíamos de boca cheia, brigávamos, xingava o namorado da irmã, xingava o novo professor, enfim, éramos Família.

Acho que encontrei o problema, é a extinção da Família, onde está essa Célula da Sociedade hoje?

Nas lan houses da vida, presa no metrô, teclando no ipad, fazendo terapias anti-estresse, xingando o celular de 02 chips que não pega, acho que se perderam no caminho.

Como diz meu Amigo PM César de Limoeiro: “(...) Debréia, Debréia”


Não está na hora de repensarmos?


Diz a Bíblia em Mateus Cap. 13,37-38:
(...)E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;(...)

E haja indagações...

Como é bom filosofar.


E você o que indagou hoje?