18 de jan de 2017

MEUS PASSOS



Desde que nascemos temos dentro de nós um ponteiro chamado consciência, e muito cedo aprendemos que tal ponteiro aponta para um dos lados certo ou errado toda vez que atuamos.

Desta forma sabemos do que devemos alimentar nossa pessoa para ajudar a função desse ponteiro, somos o que praticamos e não o que falamos, os hábitos que levam a tal prática são formado com a estrutura que construo todos os dias em pequenas ações e na atmosfera que escolho para mim, o meio que opto por andar.

Parece óbvio dizer que vivendo em uma Padaria por 10 ou 20 anos aprenderei a fazer pão de qualquer forma, mesmo sem querer, vou saber como se faz pão.

Da mesma forma se processa a nossa formação, se vivo em um ambiente saudável, prudente, boas conversas, boas leituras, boas músicas, tudo apontando para o bem, para a paz, equilíbrio, isso não irá evitar que as tentações, as provações, mas por não haver estrutura para o “MAL” ele aparece de pronto será identificado pela nossa consciência e logo será descartado, não existindo espaço para que ele cresça não adianta são apenas visitas pontuais e consequentes despedidas.

É como querer fazer Pão numa Oficina Mecânica, eu posso ser o melhor Padeiro do mundo, mas ali não é lugar de fazer Pão.

Na caminhada com nossos irmãos, temos o hábito em avaliar o outro tomando como base nosso caráter, nossos passos, tipo:

- “Fulano foi fraco por ter agido de tal forma.”.

Dizemos isso porque se fôssemos nós agiríamos diferente, claro. Nós agimos pelas nossas escolhas que são diferentes das escolhas do outro.

Cada pessoa é única, fruto de suas escolhas, diante das circunstâncias que o ambiente lhe proporciona.

Olhando dessa forma a Traição, Ingratidão, e outras feridas que nos surpreende fica mais fácil de perdoar quando observamos que a opção de se aproximar de uma pessoa que já possui sua formação é nossa.

E “Fulano sendo Fulano” independente de minha ajuda ou não será Fulano sempre.

Se ele caminha no mal, na ingratidão, em chantagens, jogos de interesses e o nosso ponteiro aponta pro lado errado. Devemos agradecer a Deus por enxergarmos essa leitura.

Julgar ele como Pessoa do Mal por ter sido ingrato conosco, não irá mudar nada.

Ele continua sendo ele, pois só aprendeu aquilo, e nós continuaremos sendo nós, por ter conhecido outras formas de caminhar.

E julgar por julgar não fará dele uma pessoa melhor, até o momento que eu seja indulgente e dê exemplo de que existem outros caminhos, outra face, outro jeito de ser e o melhor: que vale a pena ser caminhante do Bem.

Já pensou se Jesus apenas julgasse durante sua existência aqui na Terra?

Dizendo que Fulano é assim, e Beltrano é assado, e não perdoasse, e não usasse o Amor como ferramenta, como instrumento de mudança?

Será que nosso mundo seria o mesmo?

Não viemos para aniquilar ou acabar com nada, nossa missão enquanto viajante desse mundo Terreno é APRIMORAR, MELHORAR, AJUSTAR O QUE ESTÁ TORTO.

Bola pra frente.

Até chegarmos no último degrau de nossa evolução, tudo que acontecer contrário ao nossos planos é aprendizado.

Vale a Pena ser do Bem, embora todas as pancadas de um Mundo onde a “Vantagem” reina, a Malandragem é moeda de troca, e sabe por quê?

Porque pensar dessa forma é pensar pequeno.

É achar que tudo acaba depois que partimos.

Confesso que Dói, é Difícil, mas vale a pena ser do BEM.

Nossa Imortalidade começa a ser construída aqui e agora, as sementes que plantamos em cada atitude nossa ficará marcada pra sempre.

E nossa Amiga e Fiel Morte, não consegue levar consigo os exemplos que deixamos aqui, as atitudes que plantamos aqui.

O Mundo é dos Bons e não dos Espertos.

Paz e Luz.

João Alfredo (PE), 18 de janeiro de 2017
Benízio Elias Filho

1 de jan de 2017

Feliz 2017

É normal chegarmos ao último dia do Ano e bater aquela tristeza de não termos concluído todos os projetos do Ano Velho.

Lembramos apenas daquilo que não alcançamos, esquecemo-nos das nossas vitórias.

Celebrar a Vida pelo simples fato de estarmos respirando já é uma peculiaridade que poucos possuem.

Já parou pra pensar quantas pessoas agora nesse momento, precisam de aparelhos para respirar?

Agradecer por termos as 03 refeições por dia.

Por ter um Lar, uma Família.

São coisas que por mais simples que sejam já nos coloca num grupo seleto de pessoas, e não valorizamos isso.

2016 assim como pra vocês, foi um ano difícil pra mim, passei por momento que nunca imaginei, crises infindáveis.

Já vivia tão a vontade do fundo do poço que nunca imaginei que existia vida do lado de fora do mesmo.

Por outro lado, amadureci bastante, aprendi e aprendendo a lidar comigo, com minhas dores, minhas alegrias, o que possuo de bom e o que precisa de ajustes – diga-se de passagem – não é pouca coisa.

Foi graças a essa provação que consegui sentir, ver e refletir o quanto me Ama minha Família e o quanto os Amo.

Devido à necessidade de mudar, observar o mundo por outras lentes.

Tenho desenvolvido a faculdade de enxergar o que ninguém consegue ver, ver o grandioso no pequenino, extrair o Magnífico em situações do Cotidiano, nunca observadas por mim.

Confesso que doeram certos momentos de 2016, onde olhava pros lados em situações que precisava de colo e preso em meu Mudinho de Orgulho só encontrava como Companhia a VAIDADE.

Chorei e chorarei quantas vezes precisar, foi outra lição que devo a 2016, não ter vergonha dos sentimentos.

Chorar não é sinônimo de fraqueza e sim de franqueza.

Hoje me encanta mais a Simplicidade.

A tal da Ostentação me enoja.

Talvez um dia seja pouco para elencar os motivos de agradecer por tudo que passei em 2016.

Portanto desejo para nós em 2017:
       Mais clareza em enxergar o que nos faz Feliz, evitando que creditemos Felicidade a coisas fúteis, de plástico sem sentimento algum;

  • Firmar um compromisso conosco lembrando sempre que “mudando é que se muda”;
  • Lembrando também que não nascemos pronto, vamos nos aprontando com o dia-a-dia e que sempre é tempo de melhorar;
  • Amar as Pessoas e Usar as Coisas;
  • Viver o Momento, o ontem não agrega, o amanhã é visita que não podemos nem arrumar a casa para recebê-lo, pois não temos garantia nenhuma;
  • Família é tudo que precisamos para tudo, nada a substitui;
  • Prudência com meu Próximo, lembrando que as circunstâncias da vida tem um peso grande nas escolhas que fazemos, e que ninguém nasce totalmente mal e nem totalmente bom;
  • Busquemos o Equilíbrio, sabendo que 100% de Equilíbrio é lenda, portanto mais amor próprio na hora das burradas;
  • Tenha uma meta, qualquer uma, mas tenha um Porque de estar vivo, lute por algo;
  •  Ame, com força, primeiro ame-se e depois de estar bem consigo, distribua aos que ainda não conhece o quanto é bom AMAR;
  • Para os carrancudos, os ásperos, ariscos, use uma tática milenar e infalível: O ABRAÇO. Ele tem um poder de desarmar qualquer um, em termos de “desarmar” é mais eficiente do que a própria Swat. Não tem cara feia que não se desarme num Abraço de 10 segundos;
  • Seja Amigo do Tempo e use para aquilo que você achar prudente na sua caminhada. O Tempo que gostamos de Perder não é Tempo Perdido;
  • Cante, ria, e faça piada de suas próprias mancadas e burradas, ajuda a passar rápido;
  • Seja Feliz até mesmo sem comprar uma Roupa Nova, ou um Iphone 6 ou 7, seja feliz por coisas simples. Lembre-se que Felicidade não é um fim é um caminho;
  •  Lembre que nunca estamos sós, e que o Pessoal lá do Andar de Cima não nos abandona. Às vezes planejamos e nada sai conforme planejado, aprenda a realinhar os passos, pois antes de fazer o nosso planejamento o Homem já havia feito o dele a muuuuuito tempo, e nem sempre coincide com o nosso;
  • Sirva, os que precisam, os que você não conhece, você verá o quanto é gostoso ser útil a alguém, e verá utilidade para o outro nas coisas mais simples que você imagina. Por mais simples que seja você pode ajudar alguém, por mais sucedido que seja você irá precisar de ajuda.

E por fim , Agradeça por Tudo sempre.

Paz e Luz e que em 2017 possamos comemorar mais uma vez a sensação de dever cumprido pelo simples fato de melhorar o mínimo que seja.

São os votos das Famílias ELIAS & ANDRADE.