22 de fev de 2011

A Feirinha do Domingo de João Alfredo está de LUTO.


Partiu neste dia 21/02/11 para o plano superior o nosso amigo BENÍZIO PORTELA DE MOURA, com 58 anos de iade, "Benízio do Sarapatel" como era conhecido, vítima de câncer no fígado, lutou e sofreu por muito tempo.

De simpatia ímpar e uma simplicidade sem limites, Benízio manteve por muito tempo seu Banco de Sarapatel em frente ao Açougue Público de João Alfredo-PE.
Cachaça, Cerveja, Pau Dentro, Refrigerantes e pra acompanhar seus guisados e seu carro chefe: O Famoso Sarapatel do Açougue, ou o Sarapatel de Benízio.

Quem nunca matou a fome depois de uma noitada, do sábado pro domingo, no Sarapatel de Benízio?

O Banco de Sarapatel de Benízio não era apenas um ponto de alimentação para os machantes e feirantes de João Alfredo, talvez fosse essa sua idéia no início, mas com o passar do tempo, transformou-se na parada obrigatória da Vida Noturna, da Juventude e da Boemia.

Um Banco Simples, mas de respeito.
Família atendendo Família.
Benízio, sua esposa Baia e seus Filhos faziam de tudo pra agradar a freguesia.
E olha que essa Freguesia era bem vasta: Machantes, Feirantes, Jovens, Velhos, Pinguços, Pedintes, Doutores, Policiais, Turistas e etc.
Chegava cada figura...

Mas ali tava Sr. Benízio, sempre com um sorriso no rosto, e com seu jogo de cintura invejável.
Muitas vezes nas minhas insônias, baixava por lá. Muitas vezes ajudava a servir, sem contar que brincava muito com eles, Sr Benízio e Dona Baia, que eu os chamava de “Pai e Mãe”. Pelo simples fato que ele e meu Pai têm o mesmo nome.

Fica muitas saudades desse humilde comerciante de uma Amizade inigualável, de um Carisma inesquecível, e de grandes Qualidades.

Confesso não tive coragem de visitá-lo e muito menos de ir ao seu sepultamento no dia 22/02/11.

Quero guardar apenas suas boas lembranças, seu sorriso, seu jeito simples de falar.

Seus pratos generosos, onde Dona Baia, sempre reclamava:
... Júnior vai comer isso tudinho Benízio?

O Café que você servia, doce, que o açúcar dava pra dois cafés;

Sua voz quando eu perguntava:
Quanto foi meu Pai?... O que foi que tu comeu Nêgo ? Quer mai não Nêgo?

Sua Missão foi cumprida Benízio, como Pai de Família, Filho e Amigo.

A família enlutada meus sinceros sentimentos.

A você Benízio, saudades.

Sua missão foi cumprida aqui, bom Pai, bom Filho e bom Amigo.

Receba esta singela homenagem de seu Xará.

Benízio Filho - Duy