31 de dez de 2012

Um Ano Novo é bom assim.


Olá Pessoal

Assim como fiz no Natal, quero também fugir da normalidade desejando um Feliz Ano Novo.



Em primeiro lugar que não seja novo apenas o ano, mas novas sejam suas ações e seus atos perante a vida em 2013.

De que adianta mudar o calendário de um ano pra outro se sempre serei a mesma pessoa antiga, quadrada e orgulhosa?

Vamos pedir pra 2013 que sejamos normais, ou melhor, sejamos diferentes.
Já tou cheio das mesmas coisas, do mesmo mundo, vamos arrumar esse trem, vamos ser enxeridos.

Vamos pedir que o ”Bem” esteja nas nossas vidas como o Pão tá pra Manteiga, o Cuscuz para o Leite.

Que acreditemos nas Pessoas assim como todo Matuto acredita em Padre Ciço, em Mãe D´Água , Cumade Fulozinha, Botija e etc.

Que amemos as pessoas com a mesma força que tem um cordão passado na cera da abelha uruçu.

Que eu fuja dos maus hábitos, como o bode foge da água, com a mesma rapidez de um guiné .

Que o Amor esteja em nossas vidas todos os dias, assim como é a reza de todo Matuto às 18h.

Enfim que nesse ano velho eu morra e nasça em 2013 com apenas as coisas boas de 2012 e a certeza que tudo poderá ser melhor em 2013.

Que eu possa abraçar a cada pessoa que eu amo.

Dizer o quanto elas são importante na minha vida.

Perdoar, como diz meu Amigo Nenéu Liberalquino: Não apenas esquecendo, mas lembrando sem ressentimentos".

Não me ofendendo com nada e com ninguém como fez Mahatma Gandhi, Chico Xavier, Jesus Cristos e outros Espíritos Iluminados.

Que eu possa sonhar como sonhou o Mestre Luiz Gonzaga tão bem mostrado em seu Filme em 2012, mas não apenas sonhar por sonhar, mas acreditando, vivendo e construindo essa realidade a cada dia.

Que eu viva com a humildade de Dominguinhos.

Com o vigor e a vontade de viver de Oscar Niemeyer.

Que eu possa olhar pras pessoas sem rótulo, pré-julgamentos, sem preconceitos.

E nunca me aproxime ou me afaste delas apenas pela sua Declaração de Imposto de Renda, e sim pelo que elas são, pelo seu caráter e suas ações.

E aquelas que são tão pobres, mas tão pobre que só tem dinheiro, que tenhamos Caridade Moral para ajudá-las a evoluir, pois essa é nossa obrigação aqui no plano terreno.

Que o Amor e Fantasia das Crianças sejam copiados por nós.

Mas se nada disso for possível, sugiro apenas uma regra, um conselho, um pedido, agora esse não podemos esquecer, pois nada do que desejei acima valerá apenas se não cumprimos o seguinte:

PREOCUPE-SE EM SER FELIZ.

Timbungue nisso com a certeza da caneca seca no fundo de uma forma d’água, friinha e cheinha de água da chuva que tanto foi esperada pelas novenas feita pra São José.


É o que desejo.


29 de dez de 2012

Sonhador




Sou um sonhador incorrigível,
e as dificuldades não me assustam,
porque antes do problema existe um desejo,
antes da montanha, a vontade de transpô-la,
e diante do grande rio, a certeza da travessia.
Sim, sou um sonhador incorrigível,
e os problemas não me afetam como antes,
aprendi a trabalhar cada um com a minha capacidade,
capacidade que cresce a cada problema solucionado,
assim, meus sonhos ficam cada dia mais reais,
mais vivos, mais palpáveis.
Sim, eu acredito no amor, na eternidade do amor,
desde o amor fraterno, que nos liga na amizade,
e faz com que tenhamos amigos que são irmãos,
e irmãos que são verdadeiros amigos,
e o amor que une duas pessoas,
as vezes totalmente diferentes.
Por isso, sou um sonhador incorrigível,
porque acredito piamente na capacidade,
que todo ser humano carrega em si de superar-se.
Hoje, não é apenas mais um dia que surge,
mas uma verdadeira oportunidade de realizar sonhos,
nem que seja apenas mais uma pecinha
naquele enorme quebra cabeças de 3000 pedacinhos,
que só vai completar, quando encaixarmos todas as peças,
uma por uma, com paciência e dedicação,
e os nossos sonhos pedem dedicação e tempo.
Mao Rodriguez

23 de dez de 2012

Sanfona Sentida


O Forró vive aflito.

Já não é tão alegre como antes, o suspense toma conta dos fuás é um ouvido na Sanfona e o Coração apertado esperando a notícia:
”Dominguinhos saiu do Hospital”

Pois bem vendo o bom e velho Youtube assisti a um vídeo de 27 de julho de 2002, em Salgueiro-PE, num Almoço de preparação para a Missa do Vaqueiro onde o Ator,Cantor e Comediante João Cláudio Moreno lê um texto em Homenagem a Dominguinhos que estava presente e se emociona.


E não há quem não se emocione.

Emoção vai e emoção vem é com lágrimas e agilidade de um Teclado bem diferente de seu Domingos que tento também fazer minha parte de fã.

Vendo e revendo a relação entre Dominguinhos e Luiz Gonzaga é visível a cumplicidade, o carinho, o amor e a eterna amizade entre si.

Como diz João Cláudio em seu texto: “Eles falavam pouco, não precisava muita coisa para que se fizessem entender, bastava um olhar, um balançar de cabeça.”

Dominguinhos foi e é fiel ao seu Mestre a suas origens, poderia muito bem enveredar por outros caminhos, tem talento, tem seu espaço na mídia, poderia andar com suas próprias pernas, mas não, é um fiel escudeiro.

Tem sofrido ultimamente ao ver pessoas que sempre criticaram Luiz Gonzaga dizendo: “Que nada Luiz Gonzaga já foi, o tempo agora é outro.” (Perdoe Pai eles não sabem o que fazem.)
Sendo oportunistas agora no momento dos 100 anos do Mestre Lua e ganhando dinheiro as suas custas: "Fulano de Tal , canta Luiz Gonzaga."

Luiz Gonzaga foi, é e sempre será a maior expressão da Música Popular Brasileira.

Ninguém até hoje foi tão simples, claro, objetivo e preciso no quesito: Vida, Terra,Luta  e Amor do Povo Sertanejo.


Seu Centenário comemorado em 13/12/2012 deve muito a “Nenem” como era conhecido Dominguinhos antes do Mestre Lua batizá-lo.

Dominguinhos com seu dom, talento, garra, originalidade e simplicidade conseguiu segurar a Bandeira do Forró Pé-de-Serra até hoje.

Não é fácil enfrentar a Máfia da Mídia de Massa, em eventos na Capital peitar Zezé de Camargo & Luciano, e outras atrações que merecem muito respeito e nada tenho contra, mas acredito que Eventos onde o Núcleo é Forró não tem  espaço pra tais atrações.

Será que na Festa do Sertanejo em São Paulo, vão convidar Dominguinhos, Cezzinha, Genaro pra tocar? Tá aqui oh!

Pois bem não podemos ser egoístas e querer que nossa vontade seja feita.

Entregamos nas Mãos de Deus e pedimos que sejas feita a vossa vontade e não a nossa.

Mas uma coisa é fato: Cuidar desse Mundo Capitalista, e com esse Povinho que temos é muito trabalho pra uma pessoa só, às vezes o Homem lá de cima precisa de reforço e só pode buscar aqui de baixo.

Pessoas Iluminadas como Luiz Gonzaga, e até mesmo o Próprio Dominguinhos.

Brincadeiras a parte, não fomos educado pra Morte e sim pra Vida, embora sabendo que todos os dias morremos um pouco.

Vida Longa a Dominguinhos.

Que seus Dedos traquinos possam ainda alegrar muitos sertanejos e brasileiros.


Que sua simplicidade seja molde para muitos soberbos que mal sabem abrir o fole, quebrando notas, já se acham as tuias.

E que a Relação de Luiz Gonzaga e Dominguinhos sirva de modelo para escolas, lares, famílias é disso que precisamos.

Relações saudáveis.

Se o próprio Dominguinhos em sua Música tocou de forma Majestosa:
Canta Luiz, canta Luiz
Tua sanfona e teu cantar me faz feliz

Toca Luiz, canta pra nós
Quero dormir, acordar com tua voz”

Só podemos usar as palavras de outro ícone da Música Nordestina Xico Bizerra e Carlos Villela:

Essa luz tem domingos de paz 
De um jeito que já não se faz
Essa voz tem domingos de cor
Matiz que o mundo encantou

22 de dez de 2012

Meu Cartão de Natal


Decidi escrever um cartão diferente, fugindo do padrão desejando saúde, paz, dinheiro e etc.
 

Quero propor aqui algo diferente.

 
Quero te desejar sentimentos, coisas baratas que e raras que o mundo nos obriga a buscá-las mais do que nunca e que não precisamos ir a Shopings ou enfrentar o estresse dos engarrafamentos para buscá-las.

Então assim como nasceu o Menino Jesus, que nasça em você a necessidade de mudar.

Que você nasça simples como uma Criança que senta pra brincar com um simples papel e um lápis e viaja, ri, percorre os lugares mais longínquos com sua simplicidade.

Então que o SIMPLES te apaixone.

Que você não troque o Clima de Natal que é uma oportunidade de renascer, de melhorar, de perdoar e pedir perdão, de amar nossa família e nossos amigos que tanto são esquecidos por apenas um momento de trocar presentes.

Desejo-te também AMOR.

Ame sem ter medo de sofrer, de ser traído, de se frustrar, afinal Amar sempre valerá à pena.

Aqueles que não correspondem o seu Amor, um dia será tocado, mas não deixe de Amar.

É como um jogo de Futebol você já viu algum jogar fazer gol contra por que o time está perdendo? Então Ame e Ame mesmo.

Desejo-te SONHOS.

Que sejam sempre presente em sua vida a necessidade de sonhar, por mais simples ou absurda que seja: Sonhe!

Sem Sonhar não vivemos apenas vegetamos.

Uma viagem de turismo, a compra de um carro, casar, ter filhos, fazer aquela faculdade que tanto adiei.
 
Sonhe, pois só sonhando podemos perceber que estamos vivos.
 
MUDE!

Não iremos consertar o mundo, mas dizia Gandhi: “Seja a Mudança que você quer no Mundo.”
 
Vamos fazer o nosso Mundo!

Um Bom Dia, um Por Favor, um Obrigado, um levantar pra um Idoso sentar num ônibus, procure fazer uma boa ação por dia e verá o quanto sua vida ficará mais interessante.
 
Imagine um Mundo Melhor.
 
Onde todos se respeitassem.
 
Todos se amassem.
 
Ninguém fosse ofendido por ações de momentos impensáveis.
 
Um mundo onde fossem realmente valorizados a Criança e o Idoso.
 
Onde o Dinheiro fosse simplesmente uma Moeda e que Pessoas não fossem seus Escravos.
 
Que o Patrimônio e a Aparência de alguém fossem o Critério para avaliar uma Pessoa e sim suas Atitudes.
 
Eu Sonho com esse Mundo.
 
E a partir de minhas ações procuro o construir pouco a pouco.
 
Não tenho vara de Condão e nem sei se dará tempo de terminar o conserto, mas dei minha contribuição, fiz minha parte.
 
Acredite você também.
 
Sonhe comigo.
 
Juntos conseguiremos.
 
Sou um sonhador e vou continuar Sonhando.
 
Feliz Natal e um 2013 cheio de Sentimentos.
 
É o que deseja.
 
Benízio Elias da Silva Filho (Duy) & Família.


15 de dez de 2012

Tratamento VIP pela FUNDARPE no Backstage do Palco da Praça do Arsenal

Seria de suma importância se os funcionário da FUNDARPE fossem treinados para lidar com o público.

Ontem 14/12/12, ao terminar o Show de Azulão nos dirigimos ao backstage para curtir o nosso "Momento Tiete"- Eu e Rodrigo Vando - tirando uma foto com Azulão.

Depois de momentos de espera e tratado como um invasor, tive que soltar aquela velha piada quando falei pro moço que me atendeu: "se for pra prejudicar seu trabalho, esqueça".

Daí ele olhou pra mim e falou, fino que só papel de embrulhar prego: "Entra, tira foto e sai."

Interessante como somos tratados. Um simples fã amante da cultura popular que quer viver um momento com seu Ídolo apenas para tirar uma simples foto, tratado dessa forma.

Imaginem se eu tivesse feito parte do Esquema onde foram superfaturados Shows pela FUNDARPE segundo a imprensa, será que eu teria sido tratado dessa maneira?

É difícil ser honesto e íntegro nesse País de Canalhas e Ladrões de Consciência.Como dizia o Imortal Rui Barbosa:
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto."

Alô FUNDARPE vamos treinar seu pessoal, caso precise é só entrar em contato, faço questão de treiná-los.

Adm. Benízio Elias da Silva Filho
CRA-PE 6872

Administrador de Empresas e Produtor Cultural.

15 de nov de 2012

Isso Vale um Abraço Companheiro

De que é feito a vida senão de momentos?

Momentos esses que nos intriga de tantas surpresas.

Eis como fui feliz nesse 14 de novembro de 2012:

Começo o dia com uma Exposição no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhãs - MAMAM: Intuição Et Cetera, reunida no programa Rumos Artes Visuais do Itaul Cultural a exposição trabalha segundo a sinopse: 
"Intuição como entendimento instantâneo de um todo por sua simultaneidade é  mais simples e menos detalhada que a dedução, mas também mais precisa que esta."


Pra mim foi muito interessante foi o necessário pra perceber o quanto sou ignorante e cego pra esse nível de Cultura, pois não entendi porra nenhuma da Exposição mas um dia eu chego lá, segue uma amostra:























A noite mais cultura na companhia de um Irmão, porque ele não é um simples amigo, é muito mais, é um irmão postiço, postiço apenas no sangue mas na qualidade é originá: Rodrigo Vando.

Rodrigo Vando e suas "Caras e Bocas"
Noitadas com Rodrigo é certeza de absolver cultura, conversas produtivas, gargalhadas, e haja gargalhadas, o cara é uma figura, inteligente, culto, ousado, astuto, espontâneo é um Homem Completo, é quase um Bradesco.

Como se não bastasse tamanha satisfação selamos o encontro com um dos maiores compositores da Música Popular Nordestina, o Caboclo Sonhador, nada mais nada menos que Maciel Melo:

Maciel Melo - O Caboclo Sonhador
Simpático como sempre, nos recebeu no Camarim, tirando foto, proseando como ele mesmo diz: "Isso Vale um Abraço".
Encontramos 02 conterrâneas de João Alfredo: Suelma Cavalcante e Ligivânia, através dela conhecemos Fátima ai foi só alegria, brincadeiras, dança, boas conversas, ficou na história a noite de hoje:

Uma pequena amostra de nossa rica noite na Sala de Reboco, 14/11/2012

Vai ficar na lembrança, vai deixar saudades.

Obrigado a todos pela riqueza desses momentos, sem malícias, sem segundas intenções, apenas o compartilhar de um alegria.

E quanto ao nosso Menestrel, o imortal Caboclo Sonhador, ah! esse dispensa comentários.
Que Show, não teve uma música que eu não cantasse de cabo a rabo.
Minto eu , teve sim!
Uma inédita que ele nos apresentou.

Quando cantava a música, observador que sou, quando menos espero vejo o Homem todo arrepiado, só entende tal emoção quem sabe o que é Poesia, Música, Raízes, modéstia parte assim como Eu, Rodrigo Vando, Mânlio Gomes, Geovani Cavalcanti, Esekiel Cordeiro e tantos apreciadores de nossa Cultura, nossa mais pura Cultura Popular Nordestina.

Maciel Melo e Banda - Sala de Reboco - 14/11/2012

Com Zezinho de Arcoverde na Sanfona, Ananias Júnior na Guitarra e demais músicos, Maciel Melo e Banda mostrou com quantas notas se faz um Forró de verdade

Obrigado amigos: Rodrigo Vando, Suelma Cavalcanti, Fátima, Ligivânia Lima e Fátima pelo rico momento.

Obrigado Rinaldo Ferraz pela Sala de Reboco, por ter proporcionado momentos tão ricos que buscam preservar o nosso mais autêntico Forró Pé-de-Serra.

Obrigado Maciel Melo pela simpatia, poesia, espírito de palco, pelo show e pelo Poema "Erros e Pecados, do qual peço licença e faço de suas palavras o retrato mais fiel do momento que vivo hoje.

Vida Longa Poeta.

Isso Vale Um Abraço!!!

Pra acabar de completar:

Erros e pecados
Já errei muito mais do que devia
Hoje estou começando a errar bem menos
Meus deslizes começam a ser pequenos
Bem menores que a ânsia de chegar
Eu saí sem saber como voltar
Eu segui os atalhos do destino
Apanhei pra deixar de ser menino
Hoje apanho tentando não errar

Já andei tantas braças, tantas léguas
Ganhei grandes, enormes bons amigos
Tive vários amores, tive abrigos
Tive abalos, caí, me levantei
Tive acasos, perdi, também ganhei
Meus pecados paguei em alto preço
Me perdoe se achar que eu mereço
Se mereço, até eu nem mesmo sei

Sei que nada se perdera por completo
Inda resta um restinho de esperança
Um fiapo, uma nesga de lembrança
De um passado feliz que me marcou
Um poeta, um boêmio, um cantador
Um balcão, uma prosa, uma piada
Um soneto, um repente, uma noitada
E uma canção pelas retinas desabou

Meu desafio pelas léguas caminhou
Fui ferido e feri quem me feriu
E ferindo a ferida se abriu
Nunca mais suturou tornou-se chaga
E uma canção de amor me embriaga
Em dozes de versos Buarqueanos
E uma bandeira branca em fino pano
Bem no seio de minha alma foi fincada

Foi ficando cada vez mais hasteada
E bem no alto tremula irradiante
Acenando aos poetas mais errantes
Quero paz e o resto a gente enterra
Qualquer mágoa nesse instante se encerra
Meu abraço abre os braço para os teus
E se teus braços chegarem junto aos meus
Eu abraço e nunca mais teremos guerra.

(Maciel Melo)

10 de nov de 2012

O Tempo


Como poderíamos definir o Tempo?

Já ouvir dizer numa dessas parábolas que rola na Internet, que seria uma Conta Bancária onde todo santo dia é creditado uma quantidade de horas e usando-as ou não, a zero hora essa conta é zerada sem deixar crédito nem débito.

Definir o Tempo é algo relativo a quem irá responder.

Se perguntado a uma criança talvez respondesse: “É a distância grande que fica entre as férias de julho e de dezembro, ou é o negócio pequeno que quando acaba, acabam as férias”. Ou ainda, é uma distância grande que quando terminamos de percorrê-la poderemos sair de casa sem pedir aos nossos Pais.


Um Idoso poderia responder: “É uma missão que a cumprindo ou não ela chega ao fim”. É o nosso maior inimigo que leva a energia da juventude sem nossa permissão e percepção, e nos transforma em dependentes, inválidos, esquecidos e motivo de piadas pra muitos.
É um viajante que passa por todos notificando que a partir de agora não atendemos apenas pelo nosso nome e também podemos ser chamados de vô, vó, velho (a) ou coroa.


Um Presidiário poderia responder que seria também seu inimigo, que nunca morre que parece não ter fim, que andou de mãos dadas comigo e que eu em algum momento eu o maltratei.


Um Viciado talvez nunca o conheceu, talvez pense que ele nunca existiu, mas que de repente ele aparece cobrando uma prestação de contas tamanha que só poderá ser pago com a vida.


Para um Atleta tem um valor de ouro ou talvez seja até mais valioso, minutos, segundos ou milésimos de segundo valem por anos de preparação.

Para um Empresário é sempre curto, insuficiente para seus projetos, achando nunca ter fim, é usado de formas diversas, com tudo e com todos, menos com a família e consigo.

Para os Pais parece ser câmera lenta, quando seus filhos não crescem, ainda não foram para escola, etc. E quando menos espera ele passa rápido, sem perceber e daí vemos que ele foi nada mais nada menos do que uma “fenda para olhos” para o presente, com uma brecha onde estamos enxergando o passado e o futuro.

Para os Amantes é esperado quando apaixonados, parece não existir, parar quando estamos ao lado da pessoa que amamos, mas que dói na separação, mesmo sendo apenas alguns minutos.

Para os Desamados, para esses tem cheiro de veneno, sabor de morte, cor de tristeza, tem cara de intruso. Existem aqueles que os vê como remédio, esperando que cure todas as doenças da alma, creditando a ele a esperança de que tudo ficará certo, redondo. E esquecemos que o tempo já tem tarefas demais para fazer as nossas. Esquecemos que as falhas são nossas e temos que resolvê-las, mudando atitudes, sendo humildes, pedindo perdão e perdoando e não o Tempo.
O Tempo nesse caso nada mais é do que a porta do Hospital onde nós Pacientes, devemos com nossos próprios pés, entrar, buscar a especialidade que estamos precisando e tratarmo-nos. E não um simples remédio, uma poção mágica, uma varinha de condão que resolve tudo com um simples toque.

Poderia passar o dia mostrando as várias faces do tempo para cada Personagem diferente. E talvez ele mesmo não gostasse de minha ousadia e me levasse por ter eu entrado em sua vida, bisbilhotando e falando dele aos quatro quanto do mundo.

Mas o Tempo nada mais é do que “O Tempo”: uma palavra dissílaba, paroxítona, um substantivo abstrato do sexo masculino.
Uma palavra que muda qualquer oração, qualquer período, texto, poema, livro, etc.
Um Substantivo que tem cara de Sujeito, que nunca será verbo, pois não poderemos conjugá-lo ao nosso próprio tempo.
É conta que nunca fecha, nunca resolvida por uma regra de três, seja ela simples ou composta, ou até mesmo pela fórmula de bhaskara.
Nunca teremos uma taxa efetiva ou nominal que calcule seu montante, ou simplesmente seus juros.

Ingrediente de muitas Teorias, e nunca prisioneiro, ao controle de algo ou de alguém, é livre, sem precisar de Desembargadores, Juízes, Habeas Corpus, Tribunais, Recursos, etc.

Pode ser companheiro, conselheiro, seu maior cobrador, ou seu maior inimigo.

É camaleão que se disfarça quando preciso.

É água que aonde chega toma forma.

Terá vários conceitos, várias faces, valores, enfim.

Mas uma coisa é absoluta: ele nunca deixará de existir, querendo ou não.
Até quando o homenageamos que poderíamos ser poupados de usá-lo, pois nesse caso a vantagem foi para ele, não tem jeito, nem na sua própria homenagem.
A prova disso é que aqui na Av. Visconde Suassuna, no Jardim do SENAC as 06h31minh para fazer esse Artigo tive um débito de preciosos 43 minutos no dia 10 de novembro de 2012.

Assim é O TEMPO. 



26 de out de 2012

30 Conselhos para a vida que as pessoas não te contam


Por: Casal Sem Vergonha



Por que as coisas que realmente importam são as mais simples:
1. Tempo é precioso. Pare de assistir a séries ou novelas na TV.
2. O nosso maior problema na vida é que ninguém tem nada a ver com os nossos problemas.
3. Nunca recuse um chiclete de menta. 
4. É possível reconhecer o nível de educação de uma pessoa pela forma como ela trata o faxineiro.
5. Nunca diga a uma mulher que está terminando um relacionamento porque ela engordou. Mesmo se for verdade.
6. Alongue-se. Aprenda com os cachorros.
7. Corajoso não é aquele que não tem medo - é aquele que enfrenta o medo.
8. Se quer conhecer alguém de verdade, leve-o para viajar.
9. Felicidade sentida com a compra de um carro novo dura poucos dias. Pense nisso quando for investir toda sua grana em um.
10. Nunca mexa na bolsa de uma mulher.
11. Se você gasta a maior parte das suas horas num trabalho que não gosta, e outras tantas no trânsito, então você precisa rever seus conceitos. Rápido.
12. Pare de reclamar dos seus problemas. Faça algo para solucioná-los em vez disso.
13. Esqueça os conselhos dos filmes pornô - toda mulher goza pela mente.
14. Para ganhar muito dinheiro, é preciso abdicar do seu tempo. Escolha qual caminho te faz mais feliz.
15. Aprenda a identificar o canto dos pássaros e você nunca estará sozinho de novo.
16. Filhos nem sempre trazem felicidade.
17. O que você fala não significa nada. O que você faz é o que realmente conta.
18. Dinheiro é somente uma invenção humana. Certifique-se se realmente quer virar escravo de algo que não existe.
19. A vida é curta demais pra dispensar a sobremesa.
20. Independente de a situação ser muito boa ou muito ruim, ela vai mudar em algum momento.
21. Entre no mar sempre que tiver a chance de fazê-lo.
22. Só porque uma pessoa sente saudades, não significa que ela está voltando. Sentir saudade faz parte do partir pra outra.
23. Erre rápido e barato.
24. Para algumas coisas na vida, há somente uma chance. Não perca.
25. Não empreste seus livros preferidos. Eles não voltarão.
26. O que te separa do seu sonho é somente o salto. Pule.
27. Não gaste tempo tentando convencer alguém a te amar. Parta pra próxima.
28. Não force seu filho a gostar de química ou física. Há poucas chances dele precisar disso na vida.
29. Corte seu cabelo de uma forma que você vai se arrepender. O que não te mata, te fortalece.
30. Se você, diariamente, tem vontade de mandar seu chefe pastar, faça-o finalmente. Sentimentos ruins guardados causam câncer.

*Eme e Jaque são o Casal Sem Vergonha. Falam sobre sexo, mas gostam mesmo de fazer. Para saber mais sobre eles e acompanhar várias dicas sobre sexo e relacionamentos, acesse www.casalsemvergonha.com.br .